"NÃO EXISTE NENHUM LUGAR DE CULTO FORA DO AMOR AO PRÓXIMO"

Translate

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

"Vem com Teu rio me inundar"




Escrevendo a Timóteo, na segunda carta, Paulo diz no capítulo 3 que nos últimos dias os homens, para além de qualquer outra coisa, perderiam o afeto natural. E afirma que a morte da afetividade faria perecer com ela a reverência e a honra a pai e mãe; o que traria a reboque um estado de desafetividade que acabaria por produzir uma sociedade global feita de homens e mulheres implacáveis, egoistas, narcisistas, amantes apenas de si mesmos, e incapazes de aprender - apreendendo a verdade no íntimo; o que gestaria almas em crescente estado de auto-indulgência e uma quase total incapacidade de amar.

Pois assim como em Jesus vai-se de glória em glória até a estatura do varão perfeito, no diabo se vai de desfiguração em desfiguração até ficarmos a cara de Satanás.

Ora, tudo isso combina com o que Jesus disse ao se referir a tais dias; pois Ele nos disse que naqueles dias os homens odiariam, trairiam, e matariam uns aos outros; e afirmou que os inimigos do homem seriam os de sua própria casa; completando com a afirmação que diz que por se multiplicar a iniquidade, o amor se esfriaria de quase todos.

Assim, com o diabo caído na Terra e com fome de morte; e com os homens se tornando semelhantes ao diabo e cada vez mais dês-semelhantes de Deus — o futuro dos humanos é sombrio!

Na realidade, como não se pode estudar as ações do diabo na Terra, posto que o próprio diabo está limitado ao “fornecimento” de material espiritual, moral e cultural que a humanidade lhe oferece, o que fica visível aos olhos não é o diabo no homem, mas sim o homem no diabo.

Sim, porque de fato o homem está virando diabo!

Cada vez mais o melhor modo de saber como é o diabo é olhando a humanidade. Isto porque o diabo (diabolus) é aquele que divide; e Satanás é aquele que se opõe; ou seja: é o adversário.

Ora, olhando para qualquer lugar da Terra e observando os humanos, tem-se que admitir que a humanidade existe cada vez mais em razão das divisões e das guerras de todas as formas e maneiras. Vivemos numa sociedade dividida e na qual o outro é o inimigo; e isso indo da religião, passando pelas relações humanas em geral - especialmente as que envolvem sexo, dinheiro e poder - e chegando ao mercado de trabalho, pois o concorrente já nem mesmo tem que ser vencido; ele tem que ser aniquilado.

Além disso, a morte da afetividade, do respeito aos mais velhos, da reverência aos pais, do amor dos pais pelos filhos, da fidelidade, da gentileza, das educações mais banais, da solidariedade, da honestidade, da dignidade pessoal, do respeito pela existência de qualquer que seja o próximo — foi o poder-ausência que criou essa humanidade da qual somos parte; e que é feita de diabos, quase em sua totalidade.

O espírito do diabo está tão presente e imanente na maioria das consciências humanas, e até naquilo que entre nós se chama de Direito, Justiça e Crença, que já não se deve praticar qualquer tipo de “batalha espiritual abstrata”, posto que os demônios estão andando ao nosso lado todos os dias, em todos os lugares; e não são espíritos invisíveis, mas cobertos de carne, pele e ossos. E muitas vezes travestidos até de cristãos.

A tragédia destes últimos dias é que a humanidade vai perdendo a “imagem e semelhança de Deus”; e, dia a dia, vai se tornando mais e mais parecida com o próprio diabo. E isso não é algo que deve ser dito apenas aos distantes e diferentes “de nós”.

Não! Isso deve ser dito a nós mesmos; e dentro de nossas próprias casas, famílias, igrejas e governos; e também a cada forma de expressão humana que nos cerca; pois, em quase todas elas, vemos sutilmente os humanos ficando a cara do diabo; e isso sem que o percebamos.

Basta ver o que existe em você. Sim, procure por amor, perdão, graça, misericórdia, compaixão, reverência, gentileza, bondade, alegria simples, e também pela fé que opera pelo amor - sim, dentro de seu coração busque tais coisas. E, não achando tais coisas enraizadas em você, olhe para os céus e peça misericórdia a Deus! E isso, a fim de que você e eu não sejamos tragados pelo bafo do inferno que seca a umidade do amor no chão da alma humana.

7 comentários:

Rita disse...

Paz,
Que excelente texto,embora triste,dada a realidade.
Uma descrição exata dos dias atuais,como ja estava previsto,agora se confirma e mais nitidamente,pois o diabo e os incrédulos, e iníquos estão como se um estivesse camuflado no outro,ja não se sabe o quanto do diabo há nos homens ,e quanto do homem se disfarça no diabo.
A nós cabe vigiar e orar constantemente,para que não sejamos tragados pelo bafo quente das profundezas,como vc disse até cristãos estão nesse balaio, por negligência e preguiça espiritual andam a beira do abismo.
Que o Senhor nos abençoe com muita perseverança e amor para que possamos chegar ao fim da carreira salvos.
Bom dia,e fica na eterna Paz!

disse...

Pois é mana, muitos estão se apostatando da fé, se separando do corpo de Cristo,
se tornando perverso,amando mais o mundo do que a Deu, as pessoas estão cada vez mais piores. Paz!

Wendel Bernardes disse...

Pois assim como em Jesus vai-se de glória em glória até a estatura do varão perfeito, no diabo se vai de desfiguração em desfiguração até ficarmos a cara de Satanás.

Além dessa ótima frase, real e verdadeira sob a ótica da Graça, gostei também de outra colocação sua:
'posto que o próprio diabo está limitado ao “fornecimento” de material espiritual, moral e cultural que a humanidade lhe oferece'.

Creio muito parecido com isso.
Vemos que a Palvra cita e embasa esse pensamento quando diz que o mundo está jaz, inerte, morto no maligno.

Mas o que fazer, se a igreja parece estar morta noutro sono, inerte como uma bela adormecida aguardando um príncipe e um beijo?

entendemos que por se multiplicar a iniquidade o amor de muitos esfriou, mas a chama (que não é pentecostal, mas da Graça) não pode apagar-se, visto que as muitas águas não podem apagar o Amor, nem os rios afogá-lo!


Que sejamos como as 5 virgens prudentes!

Beijão Rê!

João Carlos disse...

Oi Rê!

Desculpe demorar e dar as caras aqui neste excelente texto. Ando escrevendo muita coisa e deixei para entrar aqui com mais calma.

Vou te dar minha opinião pessoal sobre esta situação que você expôs:

Uma vez o CF disse que costuma-se colocar a responsabilidade sobre todas as shits que são feitas sobre o diabo. Como ele falou, "coitado do diabo! Ele só nos tenta! Nós - com nossa natureza humana, com nossa carne podre - é que damos ocasião ao inimigo! O papel dele é tentar, deixa ele tentar! A gente é que tem resistir a ele!"

Concordei plenamente. E até por isso concordei também com o que vocÊ escreveu, ao dizer que o ser humano é que está se transformando em diabo.

O rabudo agradece o marketing, diga-se de passagem...

Nos resta somente seguir os conselhos de Paulo a Timóteo:

"Conjuro-te diante de Deus e de Cristo Jesus, que há de julgar os vivos e os mortos, pela sua vinda e pelo seu reino; prega a palavra, insta a tempo e fora de tempo, admoesta, repreende, exorta, com toda longanimidade e ensino. Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo grande desejo de ouvir coisas agradáveis, ajuntarão para si mestres segundo os seus próprios desejos, e não só desviarão os ouvidos da verdade, mas se voltarão às fábulas. Tu, porém, sê sóbrio em tudo, sofre as aflições, faze a obra de um evangelista, cumpre o teu ministério. - 2 Timóteo 4.1-5

Estamos vivendo este exato momento. Homens que até começaram no Caminho desviando-se da sã doutrina por seguirem pseudo-mestres, arrastando vidas para a mentira e para a perdição, procurando arrebanhar almas para o inferno.

Podem até não acreditar na existência deste lugar, podem até zombar da Palavra de Deus, mas isso em nada vai mudar o futuro.

Somente uma coisa pode mudar este destino infeliz: ARREPENDIMENTO, CONFISSÃO DE PECADOS E O SENHORIO DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO nestas preciosas - mas momentaneamente cegas - vidas...

Beijo na mão bispa, com sua benção...

JC

Regina Farias disse...

Gente,

Esse texto acima é da autoria de Caio Fábio.

Ele está, na íntegra, aqui:

http://www.caiofabio.net/conteudo.asp?codigo=02459

Abs,

R.

Regina Farias disse...

Pastor,

A coisa é muito séria.
A expressão "sombrio" talvez seja a que mais se aproxime mesmo do que o autor do texto diz sobre o nosso futuro.

E essa carta que você cita, me arrepia, pelo seu propósito de refutar doutrinas de falsos mestres e ainda previnir acerca de novos ataques.

Impressionante isso aqui:

"...virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo grande desejo de ouvir coisas agradáveis, ajuntarão para si mestres segundo os seus próprios desejos, e não só desviarão os ouvidos da verdade, mas se voltarão às fábulas."

Outra coisa incrível:

"... aprendem sempre e jamais podem chegar ao conhecimento da verdade. E, do modo que Janes e Jambres resistiram a Moisés, também estes resistem à verdade. São homens de todo comrrompidos na mente, réprobos quanto á fé; eles, todavia, não irão avante, porque a sua insensatez será atodos evidente; como também aconteceu com a daqueles".

Deus te abençõe!

Rê.

René disse...

Rê,

Acho que qualquer semelhança com o cotidiano de qualquer um de nós, não terá sido mera coicidência! Tudo isto foi profetizado, mesmo, ou seja, foi visto como acontecimento certo/sabido/atual, muito antes que acontecesse!

O autor do texto deu um banho de percepção, ao escrever! A autora do blog deu um banho de percepção, ao publicar!

Paz!