"NÃO EXISTE NENHUM LUGAR DE CULTO FORA DO AMOR AO PRÓXIMO"

Translate

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Suave Veneno





Irmãos, Coragem!

Hoje vou escrever sobre um assunto sério num determinado país da América, mais precisamente a Terra Nostra. Talvez este texto gere um tititi aqui e acolá, mas isso não seria o fim do mundo e nem inédito nesse blog.

As novelas fazem sucesso no Brasil, podemos dizer que é uma verdadeira passione nacional. Algumas são mulheres apaixonadas e muitos homens até acham que vale a pena ver de novo.

Segundo os autores a dramaturgia brasileira retrata as páginas da vida, não sei se é bem isso, pois vejo que os retratos pintados nas novelas não são fiéis à realidade vivida pela maioria dos consumidores desse tipo de produto televisivo, geralmente a massa pobre e sofrida que parece bicho do mato e que compõe a sociedade brasileira.

Na ficção as mesas das refeições das novelas são sempre fartas, na realidade milhões de brasileiros não tem sequer o que pôr na sua mesa e viver a vida de modo decente.

Na ficção tem muita cabocla que não trabalha e tudo possui, mas na realidade isso é um desejo proibido para os milhões de brasileiros que trabalham duro e muitas vezes não ganham o mínimo para viver com dignidade.

Outra justificativa bastante difundida é que as telenovelas abordam tabus que ajudam a sociedade desses tempos modernos a superá-los.

Mas estou escrevendo este texto para que você não seja a próxima vítima. Pois as novelas usam da fama e beleza das celebridades para fazer você acreditar que vale tudo para ser a favorita.

Quando se fala em novela, no Brasil, a Globo é uma verdadeira cama de gato, embora, contraditoriamente, as histórias sejam belíssimas, além do seu elenco global ser beleza pura. Também tem a emissora evangélica Record com sua dramaturgia mutante que não evoluiu, é cópia da Globo, ou seja: para o bispo Edir f*#@#-se  os valores éticos, morais ou bíblicos, o que vale é que um negócio da China.

Suave veneno, de segunda a sábado, é servido aos expectadores, de dose em dose alguns caminham para a morte espiritual, pois, se envolvem de corpo e alma com as novelas e seus personagens, aliás, ter duas caras agora é normal.

Cometer adultério também é normal, mesmo que isso corte laços de família. E mais: não sei se concordam comigo, mas incentivar as pessoas a se entregarem à força de um desejo pecaminoso isso é coisa do anjo mau que nos ilude afirmando que é um verdadeiro paraíso tropical.

Não filtrar aquilo que assistimos nas novelas é enfiar o pé na jaca, afinal, a vida não é uma eterna magia. O fim do mundo vem e que Deus nos acuda, porque quando não ficar pedra sobre pedra não vamos querer estar aqui se estivermos vivendo de acordo com os valores novelísticos.

As novelas apresentam muitas meias verdades, e uma meia verdade é uma mentira inteira.

Ao invés de sair bebendo desse suave veneno que pode matar, você pode beber da água “pura e cristalina” lendo a Bíblia, a cada capítulo você estará mais fortalecido contra a ilusão de que a vida é uma eterna magia e que vale tudo.

Nota: quaisquer semelhanças dos itens destacados nesse texto com as novelas da Globo não são meras coincidências.

Adaptado <---

Novela?! Não sou contra nem a favor, muito pelo contrário.RF

5 comentários:

disse...

Ficou muito legal Re, caiu direitinho no texto rsss. Não perco meu tempo com novelas, pra falar a verdade a última novela que assisti foi uma da Record, aquela que tinha muitos bandidos que mostrava a realidade do Rio de janeiro, se chamava (Vidas Opostas) Acabou e nunca mais perdi tempo. Bjs !

Wendel Bernardes disse...

Também gostei muito.
Tem um slogan que uma faculdade aqui da Zona Oeste do Rio usou que achei demais:
"Você acha que sua vida vais ser igual a de um personagem de novela se ficar aí sentado assistindo novelas"?
Rssssssssssssssss
Me diverti!!!!

Essa é uma realidade com muitos seguidores ao redor do país... sou como você, não sou a favor das novelas, nem tenho uma postura de 'estrema esquerda' sobre elas...

Acho que no Brasil, de longe, as telenovelas são os produtos de dramaturgia mais bem sucedidos. Nosso cinema ainda está engatinhando...
Mas se tivermos o mesmo conteúdo, que diferença fará?

Acho que é lindo ver o mundo com lentes coloridas (sem nunhuma referência a outro mundo colorido... Ui!!) mas também é de suma importância sacar que a vida não passa na Tv. Nem em qualquer outro meio de comunicação.
Como a web, por exemplo!

Cansei de assistir 'pregações' contra novelas e BBB's da vida mas ninguém 'se liga' que o mal não está em assistir, está em assimilar... e posso dizer uma coisa? Tem muito 'pregador' por aí que venderia a alma pro diabo (ou pra Globo mesmo) pra fazer ainda mais sucesso do que faz...
(foi esse mesmo o termo que quis usar: S U C E S S O)

E depois vem me dizer que o problema é a novela?
Tem muito ator ziguezagueando nos templos da vida E COM SALÁRIOS BEEEEEEEEEEM MAIORES QUE ARTISTAS!

René disse...

Muito interessante, Rê!

Se as expressões em negrito são nomes de novelas, você foi de uma criatividade ímpar!

Não assisto, mas minha esposa gosta de assistir e não há brigas por isto (é só ela deixar eu assistir o futebol). Como disse o Wendel, o problema não é assistir... é assimilar!

Qualquer coisa que a gente receba não fará mal, se a gente estiver com nossos valores firmados em nossa consciência. Os que são cristãos, firmados nos valores que Jesus nos mostrou serem os melhores. Os outros, com os outros... só que, aí, pode fazer mal.

Abração e Paz!

Regina Farias disse...

Gente,

Esse texto inteligente e bem humorado é do meu irmãozinho Mário e seu blog pode ser acessado lá em "adaptado", vcs sabem, claro, mas o enfoque é mais para os que não são acostumados com blogs.

E eu não assisto porque não tenho paciência pra narrativas fragmentadas querendo saber logo o final rss

Quando era garota - obrigada a ler os livros que hoje se chamam paradidádicos - eu saía "pulando" até chegar no final, se gostasse dos últimos capítulos voltava para ler sem ansiedade.

Mas novela eu vejo familiares assistindo e acho engraçado o envolvimento, aliás, não sou moralista com absolutamente nada.

Uma vez, na casa do meu sogro, estava uma platéia assistindo uma novela e aí em momento dramático de uma fuga elas se envolveram de tal maneira que gritaram "pega ladrão, safado, cafajeste,filho dessa e daquela, enfim todos os adjetivos que cabiam rss Daí meu sogro desceu as escadas esbaforido (correndo, assustado e com revólver em punho ele contava pra dar mais veracidade) pra resolver a questão e quando chegou estavam todos sentados assistindo a novela. Acho muito engraçado esse episódio.

Beijos e valeu pela atenção!

Wendel Bernardes disse...

Essa questão do seu sogro é impagável!!!!!!!!