"NÃO EXISTE NENHUM LUGAR DE CULTO FORA DO AMOR AO PRÓXIMO"

Translate

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

As profundezas



Perdi o temor das ondas que tentavam me encobrir. Antes nadava contra as correntezas que procuravam me arrastar para as profundezas do oceano. Passei a ver que este temor era desnecessário. Na verdade temia o desconhecido. Sempre gostei de andar em segurança, mas não há como manter tudo sob controle, e o desconhecido não é tão mal assim. Não importava o quão bom nadador ou cauteloso eu fosse. Sempre que tentei me manter de pé por conta própria caí, todo desengonçado.

Não quero mais ter o controle. Sou incapaz de decidir o que é o melhor para mim. Quando entendi que não tenho como manter o controle de tudo, me deixei levar. No início por falta de opção. Agora por total confiança (Deus é expert em tirar o melhor de nós...). Quando dou por mim, estou nadando entre lindos peixes e corais. A substância que supostamente poderia me levar à morte não me sufoca mais. Apenas o temor do desconhecido me prendia. Não sabia que já era capaz de sobreviver sob as águas. Nado e vasculho as profundezas do oceano. Encontro tesouros perdidos, maravilhas ocultas que nem era capaz de imaginar. Descubro que é necessário confiar. O que via na superfície não era real, existe vida nas profundezas, existe luz no meio das trevas.

Deixei de ser covarde. Hoje saio à caça de meus tesouros nestas profundezas. Não carrego nada comigo. Nem mascara para mergulho, nem balão de oxigênio. Nenhum apetrecho de sobrevivência, pois não sei quais situações enfrentarei e não posso carregar tanto peso. Nesta confiança infantil, faço-me um com a nova natureza, que passa a ser excitante. Nada de temor, apenas a sensação de liberdade. Não tento mais enquadrar a realidade no meu foco estreito. As profundezas são imensas, cheia de vida. Meu temor se dissipa e me torno um com a Criação.

Meu Criador me habilita atravessar os mares. Antes achava que o mar se abriria ou andaria por sobre as ondas, mas não é assim que tenho visto. Mergulho, deixo-me levar e conheço cada vez mais o profundo do profundo de Deus. Momentos antes inimagináveis aprendi a gozar. Prazer na dor e na frustração, pela simples confiança de que tudo está sob o controle do Abba. Tenho visto a vida por outro ângulo, descobrindo vida onde para muitos apenas há o caos e a desordem. No mergulho que faço em meu interior, conheço-me cada vez mais.
Assim caminho, ou nado, ou sou arrastado… Total confiança.




18 comentários:

João Carlos disse...

Bispa, obrigado pelo jabá!!!!

Fico feliz de você ter gostado...

Um cheiro!

René disse...

Rê,

Que linda expressão da Paz e da Confiança que habitam o coração de uma pessoa que não foi subornada para amar a Deus!!!!!

Bispa, acho que você vai ter que promover o Pastor! rssss

Desejo Paz pra você, mas acho que você já a alcançou, principalmente, após ler um texto desses!

João Carlos disse...

tipo para quarta pessoa da Trindade?

Rita disse...

Paz,paz,paz!!!
Me senti apenas assim,como está escrito...caminho,nado,ou sou arrastado...Confiança total nEle!!
Lindo texto,e cheio de confiança de A a Z!!

Graça e Paz sempre Regina!!

Cláudio Nunes Horácio disse...

Fico tão feliz quando descubro fatos que outros vivenciam no Amor de Deus como é comigo, como foi ainda mais intenso em meio as dores loucas de situações que antes me davam pavor. É tudo verdade, é assim como está no texto, quanto mais nos soltamos, nos rendemos, mais graça e glória contemplamos. Paz e bem.

Wendel Bernardes disse...

Faço côro com o René,
Pastor João para Apóstolo nas próximas eleições!!!!

uhsuhshusushsuh

Regina Farias disse...

Wendel,

Pelo visto, o cara é mais ambicioso rsss

João Carlos disse...

"Quarta-Pessoa" é muito?

Tá bão, me deixa então quietinho no banco da igreja que o ponto de vista é melhor!

Regina Farias disse...

Renê,

É como diz a Tereza d´Ávila no seu poema que eu ouvi o palestrante recitar e que eu escrevi em comentário lá no blog da Dri sobre religião e medo.

"Não me move, meu Deus, para querer-Te
O céu que me hás um dia prometido E nem me move o inferno tão temido
Para deixar por isso de ofender-Te.

Tu me moves, Senhor, move-me o ver-Te
Cravado nessa cruz e escarnecido. Move-me no teu corpo tão ferido Ver o suor de agonia que ele verte.

Moves-me ao teu amor de tal maneira,
Que a não haver o céu ainda te amara
E a não haver o inferno te temera.

Nada me tens que dar porque te queira;
Que se o que ouso esperar não esperara,
O mesmo que te quero te quisera." Tereza d`Avila (Trad.Manoel Bandeira)

Somente isso...

René disse...

Rê,

É exatamente isso que eu digo de uma pessoa não ser subornada para amar a Deus!

Lindo poema! Agradeço por você o ter compartilhado conosco, já que eu não o conhecia!

Agora, depois da ambição que o Pastor manifestou, sei não... Abre o olho, que ele toma o seu cargo antes de pensar que chegou a ser a quarta pessoa da Trindade! Ainda mais que ele vai ter que sair no tapa com alguns outros caras, antes de chegar lá!!

Bj e Paz!

disse...

Vamos promove-lo a apóstolo rsss
a disputa vai ser grande. rsss
Eu me divirto aqui!

Regina Farias disse...

Rita, minha linda.

Paz, paz, paz! Também foi o que confirmei haver em todo meu ser à medida que ia lendo...

Graça e Paz pra ti também!

beijos,

Rê.

Regina Farias disse...

Rô e René,

O perigo é ele chegar aqui amanhã dizendo que é Deus ah ah ah (abafa)

beijos,

Rê.

João Carlos disse...

Hummmmmmm....

Alguém me tocou; pois percebi que de mim saiu poder...

Regina Farias disse...

Num falei?! auhauhauhauhauhauahuhauhaa

João Carlos disse...

Pronto! Descobriram minha outra face: Hinri João...

Deixa estar, falarei a respeito de vocês com MMMÊEEUUU PÁÁÁIII...

Regina Farias disse...

Hinri

Fale bem ou mal mas fale de mim plizzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz

René disse...

Caraca!!! Então ele é o cara, merrrmo!!!