"NÃO EXISTE NENHUM LUGAR DE CULTO FORA DO AMOR AO PRÓXIMO"

Translate

quarta-feira, 21 de abril de 2010

TATUAGEM



Fora os que me conhecem na intimidade, talvez muita gente estranhe e alguns até se escandalizem, outros mais preconceituosos e bitolados podem achar que é coisa de adolescente, enfim, como sempre dou a cara pra bater contando causos pessoais, deu na telha de falar sobre isso hoje: tatuagem.

Tem um programa de TV que eu assistia com bastante frequência, até bem poucos dias chamado Miami Ink e que era exibido por um canal pago. Achava legal, curtia assistir porque era um programa leve e divertido que se passava em um estúdio de tatuagem e à medida que a arte ia sendo executada, ficávamos sabendo um bocado da história daquelas pessoas, principalmente na parte em que as levam a escolher determinado desenho. Isso sem falar dos equipamentos utilizados e aquelas incríveis e variadas obras de arte em movimento que dali saiam a todo instante. É uma espécie de reality show que nem mesmo os tatuadores escapam dessa exposição de suas vidas.

Outra coisa que acho muito legal também e que muito me prendia a atenção é que cada um dos profissionais tem um estilo próprio e uma história de vida bem interessante, conservando a humildade e o profissionalismo, pois mesmo estando entre os melhores tatuadores, e até de muitas celebridades, fazem seu trabalho com a mesma dedicação em pessoas comuns.

E eu, pra variar vou confessar porque curto o programa: sou apreciadora dessa arte!

E vou além, pois não sou apenas apreciadora... Um dia ainda faço uma!

Bem, não estou fazendo nenhuma apologia à tatuagem rss, só falando de gostos pessoais. Tudo bem, quem não curte... Afinal, tem muito costume estranho por aí que eu não concordo, não sigo, acho esquisito, aliás, tem uns até "em nome de Deus". E quer saber? Eu não concordo mesmo é quando radicalizam sobre tatuagem e falam de coisas que não entendem. E o PREconceito surge exatamente daí, pois ao ser apresentada a uma situação assim, a pessoa já vem armada, de nariz torcido, porque foi formado um conceito antes, geralmente carregado de informação superficial e distorcida e sempre generalizada.

E a tatuagem não foge à regra. O que eu já ouvi por aí sobre os supostos malefícios da mesma que vão desde danos físicos a espirituais, chega a ser engraçado. Quantas vezes já ouvi: aquele cara fuma maconha, olha lá o tamanho da tatuagem dele. (Tanta gente que curte a erva e não tem uma tatuagenzinha sequer... )

Em outras situações a pessoa sofre eterna discriminação apenas pelo tipo de desenho escolhido; tem quem leva até nome de marginal talvez devido ao seu uso estar associado ao fato de, no final do século 19, a Inglaterra ter adotado esse procedimento para identificar criminosos; e ainda tem aquele que, só pra discordar, pergunta como vai ser quando o cara ficar velho rss.

Mas pra mim, uso de tatuagem está mais ligado a estilo pessoal, a comportamento, pois observe-se que numa mesma família onde os filhos são esclarecidos corretamente, sem neuras, sem religiosidade, sem proibições, tem os que curtem e os que não curtem tatuagem e essa é a grande sacada: a liberdade de escolha.

E esse lance de que Deus proíbe, é outra coisa que precisa ser revista no Código Divino, como comentamos dias atrás sobre isso lá no blog do Tiago.(Risos)

Ora, quando me vêm com passagem em Levítico 19.28 simplesmente digo que lá está bem claro: PELOS MORTOS não ferireis a vossa carne - em referência aos que faziam lacerações no corpo, imprimindo marcas em sacrifício aos ídolos mortos cultuados.

Outra coisa neurótica e extremista é dizer ainda que a tatuagem pode ser sinal de pacto sobrenatural, sinal de rebeldia e ainda que serve para identificar determinados grupos. Ora, pode até haver, eu não duvido de nada rss, mas isso é generalizar, pois há tatuagens e tatuagens, formas e formas, motivos e motivos. E da mesma maneira que existe esse tipo de tatuagem mal vista, existem outros sinais que não estão gravados e que também servem para esse tipo de identificação e nem têm marca visível e MESMO ASSIM, o pacto está ali, tatuado no coração, sabe Deus com o quê ou com quem.

A argumentação mais rasa é a do “templo do espírito”, que os religiosos usam em relação ao que diz Paulo ao povo de Corinto quando este lhes puxa a orelha ao falar sobre prostituição e atividade sexual fora do contexto conjugal. (Ver 1Co 6.19) O mesmo Paulo que, aos rigorosos, insensatos e inflexíveis gálatas - que defendiam a justificação pela lei insistindo em cortar um pedaço de pele - ele lhes diz que então cumpram rigorosamente a lei. (E é claro que há um quê de indignação, ironia e desafio, afinal quem é capaz de cumprir normas rigorosamente e todo o tempo?) E acrescenta: porque, em Cristo, nem a circuncisão nem a incircuncisão têm valor algum, MAS A FÉ QUE ATUA PELO AMOR.(Ver Gálatas 5.6)

Enfim, as minhas restrições estão ligadas apenas aos cuidados com infecção da pele, portanto quando for fazer a minha, certamente vou procurar um profissional devidamente qualificado, pode até ser o Chris Garver (foto) que eu não me farei de rogada rss


RF.




12 comentários:

Moyses Alexandre de Godoi disse...

Graça e Paz.

Com certeza Levítico 19.28 jamais poderá ser usada como "base" para atribuir a Deus a proibição de que se faça tatuagens, como já muito bem esclarecido no seu texto, além do fato de que não "fere" a carne, mais do que alguns tratamentos médicos necessários, (óbvio não ser a tatuagem uma necessidade), mas minha opinião é que "se o contexto servisse de base", tropeçaria no "ferir a pele", quem sabe aqueles caras que se penduram em ganchos...
Já no texto aos coríntios, mesmo que o contexto desse margens a outras interpretações, Paulo não iria exteriorizar dessa forma ao que ele chama templo do Espírito, afinal, chamava ele a atenção, aos sentimentos que levam a tais atos, Evangelho nuca foi exterior, assim como não o é o Reino de Deus.
Para não digam que "puxo brasa para meu assado", não sou aficcionado por tatuagens, tenho uma do tempo dos meus 18 anos, e que tem uma história por trás dela, mas não penso em fazer outra, sou indiferente quanto ao assunto, minha opinião é de que isso seja supérfluo, assim como o uso de piercing, embora o registro bíblico afirme que Rebeca que veio a ser nora do patriarca Abraão usasse, são para mim coisas supérfluas, mas daí até a dizer que Deus não permite isso no meio dos seus há um enorme abismo.
Desde Jesus Cristo, ficou proibido proibir (rsrsrsrs), surgiu a liberdade aos homens, desde o pensar ao agir, o exagero é que se torna vaidade...
Tudo é lícito, mas por nada nos devemos deixar dominar...
Mas, a dica é se o fizer, procure um profissional confiável e qualificado!

Eduardo Medeiros disse...

Texto lúcido e equilibrado. Eu não faria uma tatu, pois não acho legal e isso é apenas uma questão de gosto.

Eder Barbosa de Melo disse...

Bora!

Estou passando pra conhecer seu espaço! Em breve terei um pouco mais de tempo e volto pra comentar. Abraço e obrigado pelo carinho.

João Carlos disse...

Tú sabes que eu sou suspeito: Tenho quatro tatuagens e vou fazer mais algumas assim que sobrar verba, pois uma boa tatuagem não sai barato. Experimente economizar para você ver... rere!

Recentemente ouvi uma mensagem do Pr. Sostenes Mendes (que consegue ser igual a Pedro quando diz que Jesus é o Cristo, o filho do Deus vivo, sendo considerado bem aventurado pelo Mestre e algumas linhas abaixo repreendre Jesus severamente por Ele querer ir à Jerusalém para ser morto e é chamado de Satanás).

Já ouvi mensagens maravilhosas deste pastor e tive o desprazer de ouvir algumas que começaram super bem e de repente ele se perde nas argumentações e faz um samba do criolo doido, misturando o assunto de casamento com problemas com o uso de tatuagens e brincos, falando que tanto o passado do casal como o usso de tatuagens e brincos são sinônimos de senhorio.

O pior é que eu tinha baixado a mensagem em seu site (ele disponibiliza as mensagens em MP3 para quem quiser) e - antes de escutar mandei pau e gravei 3 CDs para dar a alguns casais que estavam com problemas na relação.

Resumindo, (até parece, hoje meus dedinhos estão a mil, rsrs) o cara fala que a tatuagem faz com que você estabeleça um senhorio em sua vida, algo que eu nem consigo explicar, primeiro por não ser meu ponto de vista, segundo pois o próprio argumento apresentado por ele era muito fraco e sem base.

Resumindo dois (agora sim): Falta de ter o que fazer. Ficar procurando chifre na cabeça de cavalo, espiritualizando e demonizando coisas que só são impuras para aqueles que assim a consideram.

Ah, você tem orkut? Me adiciona através de meu email (superjotasan@gmail.com). Lá tem algumas fotos das minhas tatuagens..

Beijos

JC

Regina Farias disse...

Então, Moysés...

O exagero, o excesso, a empolgação é que embaçam a visão.
Abs...



Eduardo,

Valeu, mas... eu faria :)

Beijo grande!



Éder,

Seja bem vindo. Aguardo seus comentários.
Abs...



João

Valeu pelo complemento ao meu texto em forma de comentário.

Quanto ao orkut não tenho mais e é uma longa história... (tudo eu tenho um drama pra contar aff :)

Mas vou tentar resumir, contando o milagre sem dizer o nome da santa. É que orkut é uma coisa muito invasiva, onde todo mundo fala o que quer e você tem que ler nem que não queira (risos), coisas provocativas, tolas, irritantes e que em nada edificam e eu não fui adulta o suficiente rss e aí estava me fazendo mal à alma, se é que você me entende.:)

Mas faz um tempinho já que estou pensando em reativá-lo, quem sabe, né?

Abs..

R.

Eder Barbosa de Melo disse...

As vezes é precisco ter ousadia pra confrontar o senso comum. Particularmente nunca pensei em fazer e também tinha preconceito, era adepto dessa visão estereotipada de quem usa tatoo, mas hoje consigo refletir sobre o assunto de forma coerente e embora não ambicione ter uma (pelo menos por enquanto) respeito e admiro essa forma de arte, além de me posicionar contra qualquer forma de preconceito e legalismo (farisaismo). ACho que a arte é uma das coisas que tem ajudado a me moldar, todas as formas de arte. No mais, admiro sua franqueza e bom senso.

Regina Farias disse...

Éder

Sabe que eu sempre tive essa ousadia?

O engraçado é que paradoxalmente eu sempre fui muito tímida quando mais jovem, mas mesmo assim gostava de escandalizar sendo "do contra", porque a mesmice me incomodava pra caramba.

Hoje é diferente, já tô mais crescidinha rss.

Sou do contra, não para escandalizar, mas para "instigar", estimular as pessoas a saírem do lugar-comum, a pensarem, a desenvolverem o senso-crítico.

Quanto à tatuagem, é como eu falei no texto, é uma arte incrível que a gente deixa de admirar por causa de mero preconceito. Claro que tem os excessos e aí já não é gosto, é agonia rss e simplesmente se perde a estética.

Afe, vai virar outro texto, xô parar:)

Beijo,

R.

Eder Barbosa de Melo disse...

Talvez esse tenha sido meu problema, durante muito tempo tive medo de ousar, hoje estou cansado de viver com o estigma de "domável" e sei que posso ousar também, hoje prefiro "pecar" por excesso que por omissão (riso). Penso como você, a razão nos faz livres, bem aventurado o homem que não condena a si mesmo naquilo que aprova. Abraço.

Ever.TON disse...

Oi Rê (se é que posso chama-la assim ^^)

Adorei o texto e vou indicar a 1 amigo que recentemente fez uma tatoo e ficou bem bacana. Ele é músico e fez uma Clave de SOL (&) e um trecho bem curto da música "Proprios meios" do Oficina G3 no braço.

Amo essa arte.
Estou para noivar agora em maio e já me prometi que ao casar farei o nome de minha esposa e filhos no Oblicuo (lateral do abdomen).
Tenho um amigo que será pastor agora e que também fez há algum tempo atras uma tatoo "Santidade ao Senhor" em Nihon go (Japonês).

Ah quanto ao seriado... meu eu seria capaz de varar a noite assistindo. Miami Ink. Os caras são bons!

gostaria de vê-la em meu blog também... abs

Regina Farias disse...

Oi, Everton

Claro que pode me chamar de Rê, as pessoas na intimidade me chamam assim... e eu atendo! rss

Qto à tatoo me aguarde rss

Ah e boa sorte com tua noiva e que fiquem velhinhos juntinhos!

Tô indo lá no teu blog...

Bj


Rê.

Will & Mila disse...

Bom dia... Eu sou a pessoa da qual fez a tattoo da clave de sol que o Everton acabou de comentar, hehehe..... Confesso que ja tinha meu conceito pré-formado.. e fiquei bem feliz lendo mais esse complemento para minha tése. E a respeito do texto de Levítico 19:28, em outra tradução, a corrigida de Almeida diz Pelos mortos não dareis golpes na vossa carne; nem fareis marca alguma sobre vós. Eu sou o SENHOR.... a Respeito de ritus hindús que golpiavam a carne em pró sacrifício humano... até mais..adorei o blog... God Bless

Regina Farias disse...

Oi, Will

Demorei mas cheguei rss

Fico feliz que você possa complementar seu trabalho com algum parecer vindo mim, é uma honra, embora eu não saiba de nada rss Apenas procuro tirar conclusões baseadas no bom senso pra não cair nessas ciladas que só neurotizam.

bj

R.