"NÃO EXISTE NENHUM LUGAR DE CULTO FORA DO AMOR AO PRÓXIMO"

Translate

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Qual o fundamento da tua FÉ?!


Deus ordenou que o que for falado seja julgado e o padrão que se tem para tal julgamento é a Palavra de Deus e Seu Santo Espírito que habita no crente. Deus nos dá discernimento para compreender a Sua Palavra através do Seu Espírito Santo. Portanto, não devemos aceitar cegamente o que alguém diz ser a Palavra de Deus, só porque a pessoa fala com voz solene e diz estar falando em nome do Senhor. É MUITO sério alguém dizer que está recebendo uma mensagem de Deus. A única referência que temos hoje para saber se alguém está falando algo de acordo com a Palavra de Deus é a própria, e não a presunção do que se diz profeta em afirmar que o faz com 'tal autoridade'.
Os varões de Beréia foram chamados de mais nobres porque compararam o que ouviram com as Escrituras. Não confie em seus sentimentos, porque os sentimentos são uma manifestação das emoções que podem ter sua origem na carne. Ficamos profundamente tocados por um filme que nada tem de real, por exemplo. Portanto, o fundamento de sua fé deve ser Cristo, e não, os cristãos ou uma ‘congregação’ ou organização cristã. ‘Ensinamento’ de igreja não é a Palavra de Deus.
Ninguém hoje pode falar com a mesma autoridade que tinham os apóstolos ou profetas (como Ágabo) do novo testamento. Os apóstolos e profetas foram dados para estabelecer o fundamento do qual Cristo é a Pedra principal, mas hoje não há mais apóstolos e profetas no sentido dos doze ou de Paulo. Quem profetiza nos dias de hoje é quem fala do que está na Bíblia, não quem diz receber alguma revelação ‘inédita’.
Se alguém hoje se declara ter a autoridade dos apóstolos e profetas do alicerce, vai ter que explicar isso direitinho para o Senhor quando chegar a hora. É um usurpador de uma autoridade que Deus não deu a ninguém. Profetizar hoje não é no sentido de trazer uma revelação inédita, mas apenas de proferir o que os apóstolos e profetas já disseram no N.T.
Há uma diferença enorme entre seguir uma denominação religiosa e seguir a Cristo. Na primeira, você tem um compromisso com algo que os homens criaram, ainda que tenham criado dizendo-se dirigidos por Deus, que ouviram uma voz, que tiveram uma revelação. Ora, Deus não criou nenhuma religião ou denominação religiosa, pois se tivesse feito isso estaria dividindo os crentes por denominações, títulos ou líderes, o que a Bíblia diz ser carnalidade.
É complicado explicar isso a quem está bastante condicionada a associar fé com um lugar, um templo, uma congregação. Então se pergunte se você continuaria crendo igual mesmo que fosse o único cristão na face da terra. Porque o fato de me reunir com outros cristãos é só isso, uma reunião de comunhão e adoração, não uma associação que crie ou mantenha um dogma para ser crido por todos sob seu teto. Reunião somente ao nome do Senhor, seja na casa de alguém, numa escola ou ainda num barco no meio do Nilo - como acontece numa localidade no Egito, onde reuniões cristãs são proibidas. Não existe uma organização estabelecida por Deus, apenas pessoas que se reúnem num lugar, portanto não se trata de seguir uma religião ou ser membro de uma igreja.
Há pessoas que acreditam que apenas uma religião leva a Deus, porque o que acreditam na verdade não é no poder do sangue derramado na cruz, mas na capacidade do homem em obedecer a uma lista de leis e regras - que diferem entre as religiões. O raciocínio é simples. Se a religião ‘X’ tem a lista de regras mais correta, obviamente essa é a religião de Deus e só será salvo quem estiver ali, já que entre as regras listadas está a regra de estar ali. Parece familiar a você?
Fazer isso é um terrível pecado, é usurpar a Deus o direito de salvar com base na suficiência completa do sacrifício de Seu Filho na cruz. É dizer que Cristo não seria suficiente para salvar se não existisse a religião tal. É também dar ao ser humano uma participação no crédito de sua própria salvação. Se for eu quem seguiu direitinho as regras, então uma salva de palmas para mim... E algumas para Cristo.
Acreditar que somente na congregação que você frequenta é possível ter a salvação, é negar que nossa natureza seja tão vil que ainda poderíamos encontrar algo nela capaz de seguir regras e mandamentos. É dividir a glória de Deus com os homens. E, o que é mais perverso: fechar o caminho a Cristo para alguém que não tem acesso a essa congregação.
Você é cúmplice de um pensamento assim? Uma religião que estabeleça algum fundamento de salvação além do próprio Cristo - seja esse fundamento uma lista de regras ou a necessidade de ser membro da tal religião - não é de Deus.
O apóstolo Paulo escreveu uma carta aos crentes da Galácia, os quais afirmavam que para ser salvo era necessário não apenas crer em Cristo, mas também guardar a Lei, ou seja, praticar determinadas obras. A eles Paulo responde: ‘Ó insensatos gálatas... Só quisera saber isto de vós: recebestes o Espírito pelas obras da lei ou pela pregação da fé? Sois vós tão insensatos que, tendo começado pelo Espírito, acabeis agora pela carne? Gl. 4:9,10. Paulo compara o seguir regras ou a Lei para ser salvo como carnalidade.
Só Cristo pode nos salvar, pois morreu na cruz no lugar do pecador. Todo aquele que nele crê tem a vida eterna, está salvo eternamente. E isso não depende do que fazemos ou deixamos de fazer, mas do que Cristo fez; ‘e isto não vem de vós, é dom de Deus’ (Ef. 2:8). Portanto, a nossa salvação depende EXCLUSIVAMENTE de Cristo e de Sua obra; não depende de nós pois se dependesse de nós, a glória seria nossa. Mas, graças a Deus, não depende de nós que somos pecadores e sempre propensos a pecar.
Quando um pecador vem a Cristo, arrependido de seu estado pecaminoso, isto só acontece por obra do Espírito Santo em seu coração, pois é o Espírito Quem nos convence do pecado (João 16:8). Então, pela fé, o pecador crê que Cristo tomou o seu lugar na cruz carregando o seu pecado (do pecador). Quando o pecador assim crê, Deus lhe dá a salvação que é completa; Deus lhe dá o perdão que também é completo e esta pessoa nunca mais perderá a salvação, pois é um dom de Deus (Ef. 2:8.)

5 comentários:

Flor disse...

Gostei muito...e posso dizer que estou vivendo isso hoje...não acredito mais que devamos estabelecer nossa fé de acordo com a congregação que estamos porque a fé é mais do que isso...mas eu lhe pergunto; você acha que quem já entendeu tudo isso que você escreveu deva ser membro de alguma congregação? Porque sinceramente(não tenho medo de dizer)estou cansada de "pregações universais" se é que você me entende "revelações" que não tem coisa alguma a ver com a palavra de Deus (não estou me vangloriando) mas sinto que estou num outro nível com Deus, as vezes acho que estou errada porque as vezes parece que estou nadando contra a correnteza mesmo estando dentro da igreja...

Regina Farias disse...

Oi, Flor, tudo bem?

No capítulo 10 da carta aos romanos, Paulo alerta aos judeus sobre sua falha na procura pelo correto relacionamento com Deus, por somente manterem a Lei. Ele explica-lhes que tanto eles quanto gentios têm iguais direitos de estar diante de Deus pela fé em Cristo. E que nenhum esforço humano (batismo, liturgia, templo, líder, obras, performances, etc.) pode salvar ou colocar o ser humano em estado puro diante de Deus.

Isso lhe parece atual?

Ele nos lembra que a fé vem pela pregação (o ouvir, o ler, etc) e a pregação pela palavra de Cristo.

Ali, ele estava refutando qualquer argumento que os religiosos à época pudessem levantar acerca do claro entendimento da mensagem do Evangelho.

Nesse capítulo a que me refiro ele conclui de forma contundente o que fora dito por meio do profeta Isaías:

"Todo o dia estendi as mãos a um povo rebelde e contradizente".

Então, os erros, (falhas, equívocos, como se queira chamar)seja de antes ou dos dias atuais, não são pelo fato de alguém não ter 'ouvido' ou entendido, mas por teimosia, por ter se submetido ao hábito, ao costume, à escravidão... Enfim, por escolha pessoal em seguir determinada regra doutrinária, mesmo sabendo lá no fundo da sua alma, que tem alguma coisa que 'não bate'.

Ora, no AT, de fato, o acesso do homem a Deus era limitado. Mas na Nova Aliança, por meio do sangue de Jesus, qualquer pessoa pode ter acesso livre a Deus, sem intermediários, seja líder de determinada congregação, seja o próprio templo da mesma congregação. Acesso livre, em culto racional, transformando o mundo pela renovação da nossa mente.

Você se cansou porque certamente o Espírito de Deus mostrou isso a você. Ou seja, Ele mesmo te revelou a respeito Dele. Não há intermediários, é disso que venho falando, porque é isso que está na Palavra de Deus.

E não há do que se vangloriar, é como vc mesma diz, passou para outro estágio.

Porque não é algo acabado, é um processo.

'Prossigamos para o alvo'.

E saiba: esse 'nadar contra a correnteza' faz parte do 'não vos conformeis com este século', que requer itens práticos em relação à salvação cujo comportamento/caráter se assemelha ao de Cristo, e cujo item principal é demonstrar amor verdadeiro, sem falsa piedade,mas de maneira humilde e pacífica, sempre com verdade. Pois 'paz' sem verdade é mera performance, hipocrisia abominável.

Mas é isso! A gente passa por chata e metida quando aborda temas assim, mas como falei pro Hélio em comentário no texto "Confissão em amor" eu podia fazer vista grossa e fazer de conta que não estou vendo as pessoas desvirtuando o Evangelho de maneira que em vez de trazer alegria e livertação, vida plena, traz é angústia e sofrimento. Mas não,com isso eu não me conformo!!!

Beijo grande, minha linda, e que o teu comportamento e teu novo caráter em Cristo, possam servir para ajudar outras pessoas a se libertarem desse cativeiro que nada tem a ver com o Evangelho, pois quando Cristo subiu às alturas levou cativo todo o cativeiro.

R.

Regina Farias disse...

Oops!

Correção: onde se lê 'livertação', leia-se LIBERTAÇÃO!

Altamirando Macedo disse...

Bora ler...Ufa!..


Regina, comentaristas e visitantes. Um Feliz Natal com o desejo de que 2012 seja repleto de benefícios e satisfações tanto quanto possam desfrutar.
Sinceramente, são meus votos.

Regina Farias disse...

Altamirando, meu amigo!

Então...

Ufa digo euzinha rsss

Mas eu não me canso,quero dizer, canso mas Deus renova minhas forças, se é que vc me entende...

Valeu pelos votos e desejo-lhe em dobro!!!

Feliz ano novo.

Beijo grande.

R.