"NÃO EXISTE NENHUM LUGAR DE CULTO FORA DO AMOR AO PRÓXIMO"

Translate

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Convertida, EU?!



Há uma ideia equivocada - e, principalmente, generalizada - de que convertido é sinônimo de alienado.

Bora ver convertido 'A QUÊ' exatamente...

Pois que, na conversão genuína ao evangelho de Cristo, não se segue um mero cerimonialismo religioso que está para fora do 'si mesmo'. Isso foi o que aprendemos na cultura religiosa imposta desde que nascemos.

No Evangelho, RENDE-SE à sua proposição e a
dota-se, naturalmente, uma postura de olhar para dentro de si mesmo. EXERCENDO a lucidez, o bom senso e a temperança que servem de guia para o EXERCÍCIO da misericórdia no chão da existência.

Trata-se de um exercício diário. Não é nenhuma mágica.
É VIDA PRÁTICA!
Um desafio constante à nossa vaidade, nosso orgulho, nossa teimosia, nossas resistências, nossos próprios conceitos.

Só que, ir na contramão do que nos é proposto pelas mentes que, velada e arrogantemente, se autodenominam sãs, parece mesmo alienação.
Nesse raciocínio mutilado eu quero ser cada vez mais uma alienada.

Assumidésima!!!

R.F.


11 comentários:

Carolina Tavares disse...

Adorei!!
Fique na Paz!
Bjs

Wendel Bernardes - Lendas de Vidas disse...

"Conversão - mudança de forma ou qualidade sem mudança de substância; transformação."

Então... seguindo essa regra de definição de 'conversão', eu posso dizer que convertido não sou, ou nunca fui....

Já mudei 'minha forma' várias vezes.
Mudei também muitas 'qualidades' mas confesso que minha base, minha substância é ainda a mesma. Estamos falando de identidade! Sou quem sou, convertido? Não!

Rita Lemes disse...

Olá Regina!!
Como vai?
Conversão no meu entendimento é um voltar-se para natureza pura do princípio, é voltar a nossa essência rendendo-se ao Criador através de uma fé legítima em seu Filho. Trata-se de converter nossa alma, buscar uma restauração daquilo que se perdeu no tempo, e assim, mudamos, reaprendemos,recomeçamos quantas vezes forem preciso e nos transformamos de fé em fé dia a dia num caminhar tranquilo rumo ao começo e não ao fim....
Creio que a renovação da mente nos remete a palavra conversão onde a Palavra pura nos lava do velho homem e a conversão torna-se algo natural, um olhar pra dentro como você bem colocou...
Gostei de passear por aqui.
Abraço e shalom amada!!

Ricardo Alexandre disse...

Muitos não estão convertidos... são convencidos.

Ricardo Alexandre disse...

Muitos não são convertidos... são convencidos.

HP disse...

Regina,

Tudo bem?

Sei que você tem lido meu blog, mas tenho sentido falta dos teus comentários precisos.

Ore por mim. Você com certeza leu meu post "Sobre a Igreja por mim escolhida e a Bíblia como Palavra de Deus." Mas ainda tô aguardando o teu. Busque de Deus uma resposta e se for necessário "Solte a bomba".

Já tá no Brasil?

Abraços. Deus te abençoe.

Regina Farias disse...

HP

Fui lá agora e 'mandei ver' rsss nem respirei ;)

Disse o que ia n'alma!

Realmente já havia lido antes, mas deixei pra quando tivesse inspiração. E vc sabe, quando ela vem, nada a retém rss

Estou sim, no Brasil, tentando me readaptar ao calor excessivo dessa época afff

Enfim, a sorte é que nosso organismo se adapta a tudo, vc que o diga rss

Em relação ao teu texto eu bem entendo, pois sei bem do que vc fala ali, cada linha, cada palavra, cada letra, cada vírgula...

Oremos, então!

Deus te abençõe!!!

R.

Regina Farias disse...

Carolina,

Fico feliz.

Paz!

bjss

Regina Farias disse...

W.

Vc disse tudo.
Quando aprendemos que trata-se de um processo, entendemos o que disse Paulo aos romanos em 12.2

Abs

R.

Regina Farias disse...

Oi, Rita, qto tempo!!!

Recomeçar quantas vezes for preciso...

Isso! Processo contínuo.

Sempre nos rendendo, abrindo mão de 'nossas verdades'.

Beijos!

Regina Farias disse...

Ricardo,

E nesse convencimento, haja 'ensinamento'.

Vc sabe do que falo...