"NÃO EXISTE NENHUM LUGAR DE CULTO FORA DO AMOR AO PRÓXIMO"

Translate

sexta-feira, 15 de junho de 2012

TERAPIA



As pessoas são exatamente como os olhos do nosso coração as veem. Há um provérbio bíblico que diz: 'como imaginamos na alma, assim é a pessoa'. Isso significa que a impressão que temos de outra pessoa tem tudo a ver com o que vai no nosso coração. Nossos conceitos. Nossos valores. Nossos achismos. Nossa justiça própria.

Jesus nos diz que se nossos olhos forem bons, todo nosso corpo terá luz, mas se forem maus, todo nosso corpo será tenebroso.

A psicologia básica diz que o nosso achismo acerca do outro, é exatamente aquilo que somos e que não temos coragem (consciência) pra assumir que somos; ou humildade, pra reconhecer que aquilo de ruim que vemos no outro é também o que há em nós na sua forma mais mesquinha e dissimuladaAí apontamos no outro, condenando-o.

É por isso que uma boa psicoterapia leva a pessoa a conviver melhor com o outro. Porque ela passa, não exatamente a conhecer o outro, mas a conhecer a si mesma, tornando-se uma pessoa menos intolerante e mais acessível.

Entretanto, uma reconciliação genuína consigo mesma só começa a acontecer com uma disposição do próprio coração, e somente Deus coloca essa disposição no nosso coração. Ou seja: eu não teria o poder ou a capacidade, de olhar para os meus 'vacilos' e determinar: estou zerada, perdoada, pacificada comigo mesmo.

Muitas pessoas até bem intencionadas, costumam falar, equivocadamente:

- Você carrega muita culpa no peito, precisa se perdoar mais.

Somente por meio de Cristo o homem é reconciliado consigo mesmo. Para isso, há antes, um encontro pessoal com Deus que possibilita uma visão real do seu mais íntimo ser, onde ele cai em si descobrindo-se pobre, nu e miserável. É quando ele se reconcilia, primeiro, com Deus. Então, consciente de suas próprias deformidades e limitações, mas sabendo-se perdoado, ele segue no exercício da tolerância e da convivência pacífica consigo mesmo e com o outro. 

Essa terapia é infalível sendo ainda um processo constante. Para a vida inteira. Lembrando sempre que convivência pacífica não exclui conflito e divergência ocasional. Afinal, nossas relações são dinâmicas e sujeitas a sofrer altos e baixos. Então, enquanto os inevitáveis desgastes vão acontecendo, vamos nos despindo dos velhos vícios. A começar pela desistência do achismo acerca das deformidades do outro. 

Essa é a loucura da CURA. A Cura que impõe uma condição, como nos diz Jesus:

"PORQUE SE PERDOARDES AOS HOMENS AS SUAS OFENSAS, TAMBÉM VOSSO PAI CELESTIAL VOS PERDOARÁ; SE, PORÉM, NÃO PERDOARDES AOS HOMENS [AS SUAS OFENSAS], TAMPOUCO VOSSO PAI VOS PERDOARÁ AS VOSSAS OFENSAS". (Palavras de JESUS)

'SE tirares do meio de ti o jugo, o dedo que ameaça. o falar injuriosoSE abrires a tua alma ao faminto* e fartares a alma aflita, ENTÃO, a tua luz nascerá nas trevas, e a tua escuridão será como o meio-dia. O SENHOR te guiará continuamente, fartará a tua alma até em lugares áridos e fortificará os teus ossos; Serás como um jardim regado e como um manancial cujas águas jamais faltam'. (Grifos meus)

Essa é a OBEDIÊNCIA que promove a cura genuína. O mais é acréscimo doutrinário que, em vez de curar, adoece mais, posto que promove uma rasa espiritualidade e RE-alimenta a falsa piedade e a pseudo compaixão inerentes à velha e corrompida natureza humana.

RF.

*sentido metafórico.


E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; 
as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas.
2Co 5.17



Leitura Complementar: SEM PERDÃO NÃO HÁ SALVAÇÃO




2 comentários:

Erica Serpa disse...

Amei o texto e as colocações.

Creio que o restante será enviado via email pessoal.

Regina Farias disse...

Menina, e esse texto é antigo, é que aproveitei pra postar de novo devido a um comentário lá no Facebook sobre a própria pessoa 'se perdoar'.

Bjss