"NÃO EXISTE NENHUM LUGAR DE CULTO FORA DO AMOR AO PRÓXIMO"

Translate

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Sobre o amor incondicional...





Não me move, meu Deus, para querer-Te

O céu que me hás um dia prometido

E nem me move o inferno tão temido

Para deixar, por isso, de ofender-Te.



Tu me moves, Senhor, move-me o ver-Te

Cravado nessa cruz e escarnecido.

Move-me no teu corpo tão ferido

Ver o suor de agonia que ele verte.



Moves-me ao teu amor de tal maneira,

Que a não haver o céu ainda te amara

E a não haver o inferno te temera.



Nada me tens que dar porque te queira;

Que se o que ouso esperar não esperara,

O mesmo que te quero te quisera."


Tereza d`Avila (Trad.Manoel Bandeira)

O título é bem "católico": Ao Cristo Crucificado.



Eu já havia postado esse poema no final do ano passado, mas hoje por um acaso que é de Deus, estava relendo-o...


A autora, chamada de santa pela ICAR, diz poeticamente de seu amor incondicional, ou seja, não precisa que Deus lhe prometa nada, para que ela lhe entregue sua vida, sua total dependência e adoração.

Não existe barganha, não existe medo, não existe religião, não existe dogma, não existe opressão nem pressão, enfim, absolutamente NADA que a impeça ou a impulsione a esse amor.


Lindo, lindo!

5 comentários:

LEANDRO CHH disse...

Oi Regina,
Belo poema que demonstra a esperança de todo cristão, de ir ao lado de Jesus Cristo em breve estar.
Todo o cristão deve fazer sua parte em levar o evangelho há todos os lugares, a cada cidade, a cada pessoa!
Maranata!!!!
Leandro CHH

Dc. Carlos Torres disse...

Tremendo! Como costumo dizer: "Coisas da alma".

Passando para uma visita.
Paz!
http:planosdivinos.blogspot.com

Regina Farias disse...

Olá, Leandro.


Então...

Vejo nesse poema uma forma de 'levar' o evangelho da Graça aqui mesmo, no lugar em que me encontro. :)

Abs,

R.

Regina Farias disse...

Olá, Carlos,

Coisas da alma que refletem na existência, na vida prática cristã. Só assim faz sentido. :)

E valeu pela visita! Também estarei passando por lá...

Abs,

R.

HP disse...

uau.

Lindo!